Festival Interdisciplinar de Comunicação. Realizaçãodo 5º semestre de Publicidade e Propaganda do IBES/SOCIESC.
16 de Junho de 2010

Marcello Serpa - 3º Festival ICOM - 2010

 

 

 

O primeiro dia do Festival ICOM foi o esperado com mais ansiedade por mim, pois o grande Marcello Serpa, sócio presidente e diretor de criação da Agência AlmapBBDO estaria palestrando sobre EXPRESSÃO DE LINGUAGEM EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA. Quem me conhece sabe o quanto sou apaixonada por tudo que diz respeito à redação ou linguagem publicitária.

 

Inicialmente Serpa resgatou a história da publicidade, levando-nos aos primórgios da propaganda, quando os gregos usavam o cal para deixarem o muro branco e aplicarem suas publicidades. Comentou sobre o início das atividades de camelôs e os registros de marca na idade média. E ainda sobre a REVOLUÇÃO DA PROPAGANDA, com os primeiros folhetos em 1517, cartazes e outras mídias impressas por esta época e ainda o surgimento da imprensa em 1580.

 

O surgimento das agências de publicidade foram marcados como era da modernidade e houve início às ciências da propaganda: princípios da lógica publicitária, o uso de manchete e lead - emoção x razão = o que atrai consumidores.

 

Serpa salientou que na época existia muito texto nas propagandas, com linguagem coloquial e na década de 60, a partir da Agência DPZ, anúncios passaram a ser criados com imagem maior que o texto. A linguagem precisa ser mais simples, objetiva e direta. Serpa reclama de algumas propagandas da atualidade que deixaram o texto de lado e passaram a vender apenas com uma imagem.

 

Há algum tempo li numa entrevista que Serpa deu ao "Almanaque da Comunicação" que "em propaganda, a boa ideia não é mais um título, uma imagem ou um roteiro genial. A boa ideia é algo bem mais complexo, que tenha o potencial de ser explorado de forma relevante e consistente em muitas peças e pontos de contato da marca com os consumidores".

 

Ao final de sua palestra, Serpa comenta sobre o novo momento da publicidade, que para ele é ter pertinência e convergência, pois o publicitário precisa interagir ao máximo no uso de todas as ferramentas disponíveis e se REIVENTAR diariamente. TORNAR-SE UMA FÁBRICA DE IDEIAS (como aprendi na agência onde eu trabalhei algum tempo).

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
arquivos
Posts mais comentados
1 cometário
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Esperemos agora pelo proximo, Clara
Adoramos encontrar essa reportagem no blog!!!foi m...
blogs SAPO