Festival Interdisciplinar de Comunicação. Realizaçãodo 5º semestre de Publicidade e Propaganda do IBES/SOCIESC.
18 de Junho de 2010

 

Mais um Festival ICOM chegou ao fim. Em 2011 teremos mais um. Desta vez estarei TOTALMENTE por fora do evento, porque não serei mais acadêmica do IBES/SOCIESC. Este é meu último ano e em 2011 serei finalmente Bacharel em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda. Quem sabe eu apareço pelo festival para assistir alguma palestra e alguma oficina. Vai ser bacana.

 

 

Parabéns aos organizadores do 3º Festival ICOM. Conseguiram pessoas geniais para a troca de experiências, os patrocinadores e apoiadores contribuiram muito para a realização do evento, faltando apenas um pouco de aperfeiçoamento da LÍNGUA PORTUGUESA. Errar é humano e acho importante a orientação nesse sentido. Escrever corretamente é imprescindível, ok?!

 

 

Abraços a todos

E até 2011.


Ontem participei de dois Workshops no 3º Festival ICOM: Marketing Experiencial com a Cátia Klöhn da Atlântida e Promoções e Eventos com Walter Blaffert da Brava Propaganda.

 

Resolvi que vou comentar a respeito do Workshop sobre Marketing Experiencial, que foi o que mais me agradou.

 

O Marketing Experiencial ou Experimental é o trabalho realizado em publicidade que trabalha o sensorial, sentimental e emocional das pessoas. Um exemplo utilizado pela Cátia foi o cheiro de café da Starbucks, que atrai os inúmeros consumidores pelo aroma exalado no ambiente por uma máquina especial para isso. Aham... bem nessa... existe uma máquina que exala o aroma do café pelo local para atrair consumidores e esta é a estratégia de Marketing Experiencial aplicada.

 

Esta ação pode ser pelo cheiro, pela música, por ação de guerrilha, eventos ou marketing promocional. Os 5 MEES propostos por Schmitt, segundo pesquisa da Cátia, são:

a)   Sensação

b)   Sentimento

c)   Ação

d)   Pensamento

e)   Identificação.

 

Só para exclarecer, meu sobrenome é Schmitt, mas esse Schmitt não é parente meu não rsrs... para quem tiver interesse, trata-se de Iben Schmitt.

 

Conforme exposto pela Cátia, as experiências duram a vida toda e a ação experiencial tem três etapas: ANTES DA AÇÃO, DURANTE e PÓS AÇÃO. Como se fosse uma viagem, que você primeiro tem os p+reparativos, cronogramas e valores. Daí vêm a viagem com a escolha do avião, os lugares e os restaurantes onde realizar as refeições. No final das contas, o que você traz são as lembranças, as fotos e os presentes.

 

Mais um exemplo citado por Cátia foi do Sonho de Valsa.

 

 

Este comercial foi extremamente experiencial. Remeteu ao pedido de namoro de meu namorado para mim. Foi um momento lindo que tive com sonho de valsa. Ele me deu a aliança de namoro dentro de um sonho de valsa, onde eu nem esperava e foi um momento muito marcante. Cada vez que como um bombom desses, lembro da cena... Linda cena!!

 

 

 

Obs: O vídeo que ela apresentou foi o da roda gigante, mas particularmente, acho que esse é mais experiencial hehehe

16 de Junho de 2010

Bernardo Leite - 3º Festival ICOM - 2010
  
 
 
Além do Marcello Serpa, o primeiro dia do 3º Festival ICOM contou com a palestra do Bernardo Leite, sócio diretor da Bernardo Leite - Consultoria Empresarial e da RH Estratégia - Recrutamento e Seleção. Bernardo falou sobre COMUNICAÇÃO E FEEDBACK como ferramentas essenciais para a liderança.

 

Entre citações e desenhos, o foco maior no assunto abordado por Bernardo foi "VOCÊ SABE OUVIR"? Segundo Bernardo, é o ouvir que faz a brutal diferença na vida dos comunicadores, pois ouvir não é apenas um ato físico. O feedback é um processo de orientação, de conversa e os consumidores muitas vezes fazem parte do processo de acertos no que está errado e de pontuações do que está certo. É numa conversa de maneira adequada que a crítica será construtiva.

 

A falta do feedback causa insegurança, quebra de autoestima, depressão. Um produto não pode ter essas características, portanto, não pode deixar de existir o feedback, e principalmente, a aceitação desse feedback. A comunicação é tornar comum. É fazer com que a mensagem seja comum por intermédio da conversa.

 

Bernardo conta que o grau de exigência no conhecimento que as pessoas têm está subindo. As empresas se preocupam com o comprometimento dos funcionários. Com o SABER X SABER FAZER X FAZER AS PESSOAS FAZEREM.  Os líderes têm que saber ensinar antes de qualquer coisa e passar adiante seu conhecimento e as pessoas só aprenderão com a prática. 

 

Citando Peter Drucker, Bernardo destaca: "é necessário fazer certo as coisas certas" e para finalizar, cita o poeta português Fernando Pessoa:

 

"Temos inteligência?

Agir, eis a inteligência verdadeira.

Serei o que quiser.

Mas tenho que querer o que for.

O êxito está em ter êxito, e não em ter condições de êxito.

Condições de palácio tem qualquer terra larga,

mas onde estará o palácio se não o fizerem ali?"


Marcello Serpa - 3º Festival ICOM - 2010

 

 

 

O primeiro dia do Festival ICOM foi o esperado com mais ansiedade por mim, pois o grande Marcello Serpa, sócio presidente e diretor de criação da Agência AlmapBBDO estaria palestrando sobre EXPRESSÃO DE LINGUAGEM EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA. Quem me conhece sabe o quanto sou apaixonada por tudo que diz respeito à redação ou linguagem publicitária.

 

Inicialmente Serpa resgatou a história da publicidade, levando-nos aos primórgios da propaganda, quando os gregos usavam o cal para deixarem o muro branco e aplicarem suas publicidades. Comentou sobre o início das atividades de camelôs e os registros de marca na idade média. E ainda sobre a REVOLUÇÃO DA PROPAGANDA, com os primeiros folhetos em 1517, cartazes e outras mídias impressas por esta época e ainda o surgimento da imprensa em 1580.

 

O surgimento das agências de publicidade foram marcados como era da modernidade e houve início às ciências da propaganda: princípios da lógica publicitária, o uso de manchete e lead - emoção x razão = o que atrai consumidores.

 

Serpa salientou que na época existia muito texto nas propagandas, com linguagem coloquial e na década de 60, a partir da Agência DPZ, anúncios passaram a ser criados com imagem maior que o texto. A linguagem precisa ser mais simples, objetiva e direta. Serpa reclama de algumas propagandas da atualidade que deixaram o texto de lado e passaram a vender apenas com uma imagem.

 

Há algum tempo li numa entrevista que Serpa deu ao "Almanaque da Comunicação" que "em propaganda, a boa ideia não é mais um título, uma imagem ou um roteiro genial. A boa ideia é algo bem mais complexo, que tenha o potencial de ser explorado de forma relevante e consistente em muitas peças e pontos de contato da marca com os consumidores".

 

Ao final de sua palestra, Serpa comenta sobre o novo momento da publicidade, que para ele é ter pertinência e convergência, pois o publicitário precisa interagir ao máximo no uso de todas as ferramentas disponíveis e se REIVENTAR diariamente. TORNAR-SE UMA FÁBRICA DE IDEIAS (como aprendi na agência onde eu trabalhei algum tempo).

11 de Junho de 2010

No 3º Festival ICOM foi criada uma mascote, a qual teve o nome escolhido por votação como sendo Greta:

Foram 53% dos votos para o nome ser Greta. Além deste, ainda estavam concorrendo os nomes Caió e Cocóricom.

Parece que o pessoal do 5º semestre quis variar um pouco o sexo do bicho que representa a comunicação social (galo). É isso aí. Chega de preconceitos. A galinha também pode representar a comunicação rsrs.


A mascote fez parte de algumas peças publicitárias da campanha de divulgação do evento e foi a comunicadora do Festival ICOM num VT anunciando o evento na RBS TV (uma das apoiadoras):

Além do vídeo da Greta, tem também outro VT elaborado pelo pessoal do 3º Festival ICOM (claro que a Greta também apareceu no final do vídeo, acompanhando a logo do ICOM):
publicado por Adriii às 12:45
01 de Abril de 2010

 

 

 

 

LOGO ICOM 2010

Esta é a logo do Festival ICOM de 2010. Mantiveram a forma e quebraram no meio como um quebra-cabeça. Sem pergunta, não há resposta e sem "quebrar a cabeça" não encontramos nem as perguntas, nem as respostas certas.
29 de Março de 2010

... NÃO HÁ RESPOSTA.

 

Descoberto o novo tema para o Festival ICOM 2010. "SEM PERGUNTA NÃO HÁ RESPOSTA".

 

Ainda não sei o que este tema nos promete, mas comentando um pouco sobre a minha percepção, é um tema abrangente e que recai há inúmeras possibilidades.

 

Uma forma de pensamento sobre este tema, no que diz respeito, primeiramente, a nós publicitários (futuros), é que precisamos sempre perguntar para obtermos respostas. Tá, agora vocês me dizem: "Dããã, que óbvio Adri". Sim, é óbvio, mas a pergunta certa é óbvia? Todos sabem o que perguntar? Para elaborar uma campanha, o primeiro passo é a realização de um Briefing. Neste Briefing é preciso haver as perguntas corretas para as respostas que darão luz à nossa campanha.  É através das perguntas certas que saberemos o PROBLEMA que o cliente tem, para a partir daí gerar uma campanha de sucesso.

 

Uma campanha que acho genial e que rola na mídia desde o ano passado é a campanha "Redondo é Rir da Vida" da Skol.

Onde se encaixa o Tema do ICOM 2010? Se encaixa na pergunta! Sem perguntas a F/Nazca saberia que o público consumidor de cerveja já estava esgotado de tanta mulher semi-nua? Saberia que beber com os amigos não significa sair só para pegar mulher? E saberia que mulher também bebe cerveja? Saberia ainda que as pessoas gostam de dar boas risadas e não de ver o apelo erótico o tempo inteiro?

Simples. Sem pergunta não há resposta!

 

Essa é a ideia (na minha cabeça haha)

 

ICOM 2010

13 de Novembro de 2009

Não estou por trás do ICOM do ano que vem, mas estou de olho no que anda acontecendo por aí.

 

Nessa semana fiquei sabendo que o pessoal do 4º semestre de Publicidade e Propaganda já está com o planejamento adiantado do Festival. Muito bom isso. Desse jeito, eles ficam bem centrados no evento semestre que vem, se preocupando somente com divulgação e realização. 

 

A turma elaborou a nova logo com base no novo tema, que até o momento não foi revelado.

Fica a curiosidade agora. Será que a base do logo antigo será mantida? O que será que o tema do ano que vem abrangerá? O pessoal está mantendo tudo em segredo ainda e eu não estou tendo sucesso na espiadinha na outra sala hehehe.

 

De qualquer forma, estou fazendo figa para a vitória dessa galera. E que venha o ICOM 2010. Estou empolgadíssima para participar.

 

Assim que forem divulgados o novo logo e também o novo tema do evento, passarei por aqui para informar.

 

Força na peruca!

publicado por Adriii às 16:10
sinto-me: empolgada
música: O jogo virou - Strike
25 de Junho de 2009

O dia 25 de junho foi marcado por troca de experiências com profissionais da área de Comunicação Social.

 

Foram realizadas 17 oficinas. Para os interessados em Publicidade e Propaganda foram realizadas oficinas de fotografia digital, moda, offset, mercado de trabalho, flexografia, design gráfico e montagem cinematográfica.

Para os interessados em Jornalismo as oficinas foram de assessoria de imprensa, TV, jornal impresso, blog, radiojornalismo, clipping, reportagem cinematográfica e revista.

 

O espaço foi aberto para os acadêmicos tirarem suas dúvidas sobre a área que têm interesse em atuar e puderam absorver o máximo de conhecimento, logicamente, trocando experiências com os profissionais.

 

No dia das oficinas cada dupla ficou responsável por uma sala e eu e meu colega Geison ficamos responsáveis pela oficina de Moda e Comunicação com a Helena Shurmann e com o Alisson Correa da AHA Estilo. Não participei inteiramente desta oficina, pois como uma das organizadoras, precisava aguardar os participantes chegarem, mas os 40 min que fiquei na sala, posso garantir que quem não foi PERDEU MUITO.

 

 

Esta oficina foi uma das primeiras a ter as vagas esgotadas e contamos com a participação de 20 acadêmicos, que se mostraram muito interessados no assunto.

 

Helena e Alisson destacaram que a Moda depende da Comunicação e nos mostraram alguns vídeos sobre as etapas de uma campanha e destacaram a importância de cada profissional.

 

Ficamos na sala mais do que a 1h determinada, porque estava tudo tão bom que nem vimos o tempo passar. Até uma dinâmica esses dois profissionais fizeram com a galera (que não mediu esforços para mostrar que entenderam tudo direitinho).

 

Obrigada a Helena e ao Alisson por essa troca e aos participantes pelo interesse. Espero nos rever no 3º Festival ICOM, em 2010.

 

 

Blog da AHA Estilo: http://www.ahaestilo.blogspot.com/

(neste blog tem até um post especial sobre o ICOM)

24 de Junho de 2009

 

 

O dia 24 de junho foi um dia de oportunidades. Tivemos a honra de almoçar em companhia de Roberto Menna Barreto, bater um bom papo e apreciar uma excelente culinária.

 

Depois do almoço passeamos pela Vila Germânica e às 17h estávamos prontos para a organização da grande noite: a palestra de Roberto Menna Barreto sobre Criatividade no Trabalho e na Vida.

 

Grandes expectativas eram visíveis nos olhos dos participantes que aguardavam ansiosamente pela chegada de Menna Barreto e quando ele chegou na área de eventos do Hotel Himmelblau, os olhinhos curiosos dos acadêmicos se fixaram nele durante as duas horas de palestra (que por sinal passaram voando). Com clareza e objetividade, soube adequar bons exemplos que completavam seu raciocínio.

 

Saciando a curiosidade dos participantes, Menna iniciou a palestra dizendo que “a missão do comunicador é encontrar soluções aos problemas propostos” e para isso vamos usar a criatividade e vencer neste devorador mercado de trabalho.

A criatividade é um dom? É algo que se adquire?

 

Segundo Menna, a criatividade é uma característica primária e que enfraquece a medida em que deixamos a criança que existe dentro de nós desaparecer, porque a criança não se acomoda, ela é curiosa, não tem medo de dizer o que pensa, nem vergonha de ousar (sem ao menos saber o que esta palavra significa). Vamos Ousar!

 

Menna orientou os participantes da palestra a não levarem a vida demasiadamente a sério e ainda compartilhou a fórmula para atrair criatividade, que ele denominou BIP:

Bom humor
Irreverência
Pressão

 

Ao final da palestra, Roberto Menna Barreto foi aplaudido de pé pelos participantes por longos segundos.

 

Com muita desenvoltura Menna partilhou seu conhecimento e experiência com os acadêmicos de comunicação social da região e comentou ter ficado honrado por participar do 2º ano do Festival ICOM. Quem sabe ele volte no ano que vem para abordar outro tema. Quem sabe...

 

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
Posts mais comentados
1 cometário
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Esperemos agora pelo proximo, Clara
Adoramos encontrar essa reportagem no blog!!!foi m...
blogs SAPO